quinta-feira, 11 de março de 2010

Minha mãe e eu.

Então que hoje a noite mamãe e eu tivemos uma enorme discussão. Uma discussão que fala muito sobre nossa dinâmica mãe-filha, que fala muito sobre nossas diferenças de visão do mundo. Uma discussão simbólica, que quase chega a definir nossas personalidades.
Essa noite minha mãe e eu discutimos sobre quem era mais bonito, o Alain Delon ou o Paul Newman.
(Mamãe estava do lado do Delon. E eu no do Newman.)
E a gente continuou no assunto, falando de homens bonitos (e eu apresentei o Til Schweiger para ela), até irmos no IMDB ver como estava o Sonny agora velho e entrarmos no assunto de atores bonitos e agora velhos, que foi quando eu comecei a falar:
"Só existe um homem que quanto mais velho fica, mais bonito fica, e é incrível por que isso é quase impossível, e esse homem é o..."
Lembrei de quando eu estava comentando na escola que sempre que eu e ela assistíamos Drácula juntas a gente ficava voltando na cena em que o Gary Oldman se levanta do caixão/caixote de madeira que ele estava no navio, e o Leonardo falou "Agora eu entendi de onde vem esse seu gene tarada".
Nós nunca tivemos essas relações de mães e filhas que são amigas, e compartilham tudo uma com a outra e mimimi, mas pelo menos o gosto para homens atores nós temos. Mesmo que o Paul Newman seja muito mais bonito que o Alain Delon.

 
 Não é que o Delon seja feio, claro. É que o Newman é mais bonito.

Nenhum comentário: