sábado, 6 de março de 2010

Uma epopéia, ou sábado mais estranho de todos.

Eu acordei hoje para mais um sábado, normal, como todos os outros. O que quer dizer acordar cedo, ir para a faculdade, passar quase o dia inteiro lá, ir para o pump depois e voltar para casa. Só isso. Nada de extraordinário nos sábados.
Levantei, me troquei, e exatamente antes de eu sair eu pensei "talvez eu devesse tirar minha roupa do varal" (eu lavei minha própria roupa! morro de orgulho de mim mesma!) mas depois falei para mim mesma "imagina, não vai chover". Foi só eu estar distante o bastante de casa... E lá veio a chuva, e lá se foi minha roupa. Ok. Na verdade, eu deveria ter previsto que o dia ia ser estranho, porque eu peguei trânsito na Marginal onde nunca, tipo, nunca tem trânsito, e depois andei normalmente onde sempre está parado. 
Mas tudo bem, cheguei na faculdade, normalmente atrasada, e estranhei porque tinha pessoas na porta do prédio e às 8h da manhã nunca tem ninguém lá. Andei mais um pouco e percebi que o prédio estava meio escuro, sabe, mas precisei chegar na sala para descobrir que tinha acabado a luz na faculdade inteira. Ou seja, nada da minha aula da manhã. Um ano naquele lugar e eu nunca tinha presenciado algo do tipo, mas né, estava chovendo, acontece. Saí da sala, enrolei e fui para o laboratório de internet, onde eu fiquei imersa no fandom até me expulsarem, ou seja, 12h. Eu fiquei das 8h30 até as 13h enrolando na faculdade para assistir minha última aula do dia, porque justo hoje eu também não teria a aula das 11h até as 13h. Ainda sim, beleza.
Na verdade, eu tenho passado por um período bastante sensível nessa semana inteira, envolvendo discussões e ressentimentos e mais um monte de coisas que resolveu atingir o ápice... Hoje. E lá fui eu sair da aula para chorar no banheiro da faculdade por uns bons vinte minutos - o que já faria do dia ímpar por si só, visto que eu raramente choro, e principalmente nunca em banheiros de faculdade. Mas vamos lá, acabou que foi algo realmente bom, porque depois disso as coisas se esclareceram e eu voltei ao normal. Só o dia que não.
O resto da tarde até foi tranqüilo, para ser sincera. Fomos para o Shopping, para o Pump, nos divertimos, e depois eu fui voltar para casa. Cheguei no metrô e enfrentei um sério dilema entre assistir The Wolves of Kromer, que eu tinha colocado no iPod, ou jogar Phoenix Wright no DS. Como eu estou com uma paciência ímpar para o Phoenix, o que eu não tinha há uns bons três meses, quando abandonei o jogo, resolvi jogar e simplesmente ouvir música. Desci na estação, peguei o ônibus, e quando estava na avenida de casa comecei a ansiar para que o ônibus demorasse mais um pouco, só para eu conseguir acabar logo com o caso e colocar a Dahlia Hawthorne na prisão. E meu pedido foi atendido, porque um pouco depois o ônibus estava parando na Delegacia "Cinquentinha", que fica aqui perto de casa. 
Eu vi geral descendo do ônibus e pensei "ué, o que aconteceu?" e minha cara de WTF deve ter sido tão evidente que a mocinha do lado falou "Assaltaram o ônibus, todo mundo vai ter que descer."
Assaltaram o ônibus.
Pausa para reflexão - Parte I
Eu estava lá, sentada, ouvindo música num iPod da última geração, jogando com o DS na mão e assaltam o ônibus. E eu nem sequer tomo conhecimento do ocorrido.
Pausa para reflexão - Parte II
Sério, que tipo de indivíduo assalta um ônibus onde 90% dos passageiros usa bilhete único, mas não assalta os passageiros? Gente, reflitamos, era óbvio que tinha mais dinheiro com as pessoas do que o cobrador, certo?
Fim das pausas para reflexão.
Aí eu desci do ônibus pensando se eu teria que dar depoimento, e né, O QUE EU IA FALAR?
"Então, eu estava ouvindo música e jogando videogame, senhor policial, então eu nem vi o que aconteceu"?!
Imagina minha cara. Mas na verdade geral só ficou lá parada esperando um outro ônibus passar, e como eu moro a dois pontos da delegacia eu vim andando, obviamente escrevendo mentalmente esse post, porque eu precisava compartilhar essa maravilha de dia.

(Que na verdade ainda tem três minutos até terminar, mas gente, se acontecer algo nesse meio tempo eu simplesmente desisto, beijos)

3 comentários:

Dri Sweet Pepper disse...

O Doctor e o Ryuu são heróis sobreviventes, agora, como eles se sentem?

(bruma) disse...

Vou atribuir a falta de sentido do comentário ao seu estado alcoólico, beijos.

Rita disse...

Acho que vc ia ter que se explicar... se alguem desse um depoimento desse pra mim, eu como delegada, ansiando para concluir o inquérito, ia te indiciar por participação no crime... rs Pior que isso é o buzão ser assaltado e alguem ter que te acordar pra pedir pra sair do busão... anyway, quero saber o porquê do choro na facul. Ah!!!! E vc está sendo prontamente atendida pelo universo, entao deseje 3 coisas por favor. 1) Para o Ri ser chamado para uma entrevista esta semana; 2) Ele ser contratado na vaga e 3) Essa urgentissima - pra eu ganhar na loteria hoje. Ah! E ve se se empenha, to te pedindo o item 3 há anos e vc ainda não o fez com eficiencia... to perdendo a paciência, hein?rs