sábado, 26 de junho de 2010

Nada me faltará

Última aula antes da última prova. Nós somos os persistentes. Outros abandonaram a matéria depois da primeira prova, outros depois da segunda, nós somos os que continuaram indo, assistindo, somos os que estão na faculdade praticamente vazia, onde até mesmo todo o comércio lá estabelecido já entrou em férias.
É sexta a noite. Poderíamos estar bebendo, dormindo, fazendo nada na internet. Poderíamos estar em qualquer outro lugar onde o nome Euler nunca seria citado. Estamos pensando nisso. É quando o professor, notando esse clima de desolação e devaneio da sala, pergunta:

"Vocês estão prestando atenção?"
Somos os perseverantes. Nesse ponto, só resta a sinceridade. A sala balança a cabeça, ou diz "não", na verdade tão distraída dali que nem estava pensando no que estava respondendo. O professor, desconsolado, profere uma das típicas frases dele que, quando eu já tiver passado, sentirei falta:

"Ótimo. Estive pregando para as areias do deserto"
Preciso de 2 pontos de 7 na prova de terça-feira.  


See ya in anotha life, brotha.

Ou melhor, em estatística.

Nenhum comentário: