domingo, 27 de junho de 2010

The Unforgiven II

Ela é The Unforgiven II. The Unforgiven II é uma mentira. The Unforgiven II é uma música do Metallica que não segue o estilo musical do Metallica, e muitos dos que gostam dela só gostam porque ela é uma música mais socialmente aceitável - mais popularmente aceitável - deles. Ela é diferente das outras baladas e músicas românticas (aliás, ela não é uma música sobre amor), talvez até para o melhor. Ela não é pesada, não tem tantas guitarras e não é tão agressiva - ou genuína - como a maioria das músicas do Metallica. The Unforgiven II é uma música para quem não gosta de metal, para quem não conhece realmente metal, mas acha legal dizer que conhece e gosta de uma música de uma banda de metal, ao invés de qualquer outra música mais autêntica.
Agora, The Unforgiven II não é a música favorita de ninguém. Pelo menos não deveria ser. Isso porque The Unforgiven II está perdida num limbo de músicas deslocadas, ou seja, quem gosta de metal não vai gostar preferencialmente dela, quem não gosta também não, porque tem outras que são melhores. The Unforgiven II não é única nem ao menos dentro de seu próprio nicho de baladas de uma banda de metal, porque existe também a The Unforgiven e a The Unforgiven III
O vídeo de The Unforgiven tentou ser algo mais complexo e profundo do que a própria música, do que a maneira como a própria música era vista. Claramente, falhou. Quem tinha aceitado The Unforgiven II como a "única música que eu gosto" não era o tipo de pessoa que gosta de clipes com significados não óbvios, fotografia não tão bonita e mais de três minutos.
Ela é The Unforgiven II. Fez sucesso por um tempo, continua na cabeça das pessoas, mas não é uma música amada, ou amável. Ela é o simulacro de algo diferente, com estilo, independente e original. As pessoas podem gostar dela, as pessoas podem se apaixonar por ela, podem ter relacionamentos com ela, mas sabe, The Unforgiven II, apesar de popular, não é lá grande coisa. E todo mundo, no final, alguma hora acaba enjoando dela.

But now I see the sun

Tem músicas demais no meu coração e no meu iPod para eu gastar tempo, ou energia, me preocupando com The Unforgiven II.

Nenhum comentário: