quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Quando sua vida é uma merda

Você não sai por aí resolvendo atormentar outras pessoas. Você não resolve que, visto que você não tem nada melhor para fazer com seu próprio tempo, você vai se intrometer na vida de alguém, atrapalhar a vida de alguém, se meter onde não é chamado nem bem-vindo. Sério, não faça isso. É um atestado de que você é uma pessoa patética. De que sua vida é ridícula. Porque veja bem, não tem nada de errado em ter problemas, em estar frustrado, deprimido, chateado, entediado. O problema está em não resolver isso sozinho e fugir da sua realidade indo atrás de quem está cuidando das próprias coisas.
Uma regra bem básica é: você não faz nada por ninguém que a pessoa não queira que você faça. Isso vai desde sexo até favores. Mesmo que você acredite estar fazendo algo benéfico, algo realmente muito bom, se a pessoa não concordar antes, você não faz. Todo mundo sabe disso, certo. Só sendo muito idiota para não ter noção de algo assim. Então, posto que todo mundo sabe disso, fica estabelecido que ninguém age sem o conhecimento da pessoa "beneficiada" sem ela saber, e se o faz, entra na categoria de gente estúpida que vai atrapalhar os outros ao invés de resolver os próprios problemas.
Pessoas normais se perguntam o que faz alguém resolver trollar pessoas na internet. O que motiva aquele infeliz que só quer ser ofensivo, estragar uma discussão, acabar com a paciência de um cidadão de bem. O que faz um hacker invadir a conta de uma pessoa só para trazer problemas para ela. A resposta é: a falta do que fazer com a própria vida. Gente feliz e bem resolvida não sai por aí se metendo na vida das outras pessoas, entrando onde não é chamado. Não, gente bem resolvida cuida dos próprios assuntos, trabalha nos próprios projetos, beneficia a si mesmo e eventualmente as pessoas que querem ser beneficiadas. 
Então, se você está lendo isso e sua vida é uma merda e você quer fugir dela nem que seja um pouquinho, se você quer ir incomodar outra pessoa só para espalhar um pouco da sua frustração, ou se você é um babaca que acha que faz bem em fazer coisas para as pessoas quando elas não deram consentimento ou expressaram o desejo de que algo seja feito para elas, siga meu conselho: faça qualquer outra coisa com seu tempo. 
Sério, você tem acesso a internet, existe um mundo de atividades que não envolvem mais ninguém além de você. Você pode baixar filmes e músicas ilegais via torrent, e garantir horas de entretenimento desafiando o sistema e não gastando nada além de banda. Você pode criar um blog. Perder horas vendo inutilidades no seu dashboard no Tumblr. Pode aprender receitas e ver vestidos de casamento no Pinterest. Pode criar uma conta e stalkear pessoas no Formspring. Pode jogar Robot Unicorn Attack, reconhecidamente o jogo mais nada a ver porém viciante da internet, que vem de bônus com a trilha sonora mais grudenta de todos os tempos. Pode tratar suas fotos com efeitos lomográficos fake. Pode dar uma olhada na lista do last.fm de artistas mais ouvidos de 2011 e conhecer bandas hipsters. Você pode ler notícias, ver vídeos no youtube, escrever coisas inúteis no twitter, e se estiver cansado do computador e quiser fazer algo fora dele, a lista se expande ainda mais. Entre elas, eu recomendo dançar, você gasta calorias e se diverte. Meu favorito para esses fins é o Mika:
But you only want what everybody else says you should want ♥

Nenhum comentário: